domingo, 9 de abril de 2017

Conclusões da Conferência "Parcerias Público-Privadas Rodoviárias", por Paulo de Morais

Conclusões da Conferência "Parcerias Público-Privadas Rodoviárias", por Paulo de Morais:

A Conferência sobre PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS foi um dos momentos mais marcantes na vida da (jovem) Frente Cívica, como poderão testemunhar os participantes, associados da Frente que se deslocaram ao Porto, desde todo o País, do Alto-Minho ao Algarve.
Fizemos uma radiografia completa do problema, com a ajuda do João Paulo Batalha, do Michael Ferrada, do José Maria Costa, do José Matos e da Sandra Ramos.
CONCLUSÕES:
1. as PPP são um cancro nas finanças públicas que tem de ser extirpado; além de constituírem um problema com grave impacto em alguns territórios e para algumas populações;
2. MAS... recusamos-nos a aceitar a inevitabilidade do problema. As PPP não podem ser nem irresolúveis nem irreversíveis.
3. Assim, a FRENTE CÍVICA irá, em dois meses, apresentar aos seus associados (em Assembleia Geral) uma proposta de solução económica, financeira, jurídica e política para este problema crónico da vida nacional - as PPP.
Contaremos depois com o apoio de todos para implementação da solução proposta.
VAMOS!

Sem comentários:

Enviar um comentário